Desenvolvendo uma Proposta Educacional Anti-Racista

equidade-juv-negra-01Visando contribuir com o desenvolvimento de uma proposta anti-racista e que promova o  respeito à diversidade no ambiente escolar, o Instituto do Negro de Alagoas desenvolverá um projeto, em conjunto com a Escola Estadual Deputado Rubens Canuto, o qual articulará aspectos metodológicos e práticos com o objetivo de intervir na realidade escolar, na intenção de problematizar as questões relacionadas ao racismo a partir das trajetórias de jovens negros e negras da referida Escola, localizada no bairro do Benedito Bentes (Maceió-AL).  Para tanto, o Instituto contará com o apoio financeiro e institucional do Instituto Unibanco, da Universidade Federal de São Carlos e do Baobá – Fundo Para Equidade Racial.

O projeto buscará desenvolver práticas de equidade racial tendo como foco o acompanhamento de trajetórias de jovens negras e negros, articulada à formação de professores; contribuição reflexiva para o Projeto Político Pedagógico; realização de atividades de sociabilidade anti-racista; diagnóstico participativo. O projeto pretende ainda se constituir num marco referencial em torno da equidade racial na Escola Estadual Rubens Canuto e comunidade circunvizinha.

A proposta é direcionada às jovens negras e negros, estudantes da Escola Estadual Rubens Canuto, assim como também aos professores, direção (setor administrativo) e à comunidade do Benedito Bentes em Maceió, bairro em que se localiza a escola.

Assim como nas demais escolas públicas do país, os casos de preconceito e discriminação racial são uma constante no interior do espaço escolar e, na maioria das vezes, passam despercebidas, seja pela falta de preparação dos professores e do setor administrativo da escola, seja pela própria ausência de mobilização dos alunos frente a estas questões.

Podemos afirmar que o que existe, de uma forma geral, é uma tendência a encarar tais questões como coisas sem importância, sendo no máximo feita uma pequena reprimenda quando acontecido. No entanto, o que se constata é a necessidade da construção de um ambiente de respeito e da promoção da diversidade e de equidade étnico-racial para que esses casos possam ser significativamente reduzidos, dentro do ambiente escolar e, consequentemente, na comunidade.

O Projeto terá duração de um ano, tendo início em junho de 2017.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s