Empoderando Capoeiristas Para a Promoção do (a) Negro (a) em Alagoas!!

BAOBA20 Visando estabelecer um canal de diálogo permanente com o segmento capoeirista de Maceió e de Alagoas como um todo, o Instituto do Negro de Alagoas – INEG/AL, deu início no dia 28 de fevereiro de 2015 ao Curso de Formação Política em Relações Raciais – Empoderando Capoeiristas Para a Promoção do (a) Negro (a) em Alagoas. O Curso se constituirá num momento de reflexão e discussão sobre as questões que dizem respeito à população negra alagoana em seus variados aspectos. O contexto ainda presente de chacinas perpetradas contra a população negra, assim como ocorrido no bairro de Cabula em Salvador-BA, bem como os assassinatos diários que vitimizam os jovens negros nas periferias de Maceió, nos chamam a responsabilidade para cada vez mais aprimorarmos nossos mecanismos de prevenção e rejeição a tal estado de coisas. Dito de outro modo, se faz necessária a formação e organização de grupos negros que possam fazer frente ao claro projeto de genocídio imputado contra a população negra em todo país. No final do mês de janeiro deste ano, a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), o Fundo das Nações Unidas Para a Infância (UNICEF), o Observatório de Favelas e o Laboratório de Análise da Violência da UERJ (LAV/UERJ), anunciaram o estado de Alagoas como o campeão de homicídios entre adolescentes, por meio do Índice de Homicídios na Adolescência (IHA). Sabemos que a maioria desses jovens assassinados é constituída de negros. É com vistas à diminuição deste Índice que o INEG/AL compreende que a melhor BAOBA5forma é a organização da comunidade negra local, entendendo os grupos de capoeira como elemento importante neste processo. No entanto, as rodas de capoeira, para além do jogo, devem trazer também, de forma permanente e ininterrupta, o debate constante sobre os problemas que afligem nossa população; devem mesmo se constituir em verdadeiros núcleos de vigília e de resistência perante os acontecimentos rotineiros em seu local de atuação. Além dos módulos que abordarão a História do Negro, o Curso compreenderá também a realização de seminários, os quais terão a participação de especialistas. O primeiro se dará no mês de maio e versará sobre o tema “Capoeira: Políticas Públicas, Salvaguarda e Regulamentação”, com a participação de Paulo Magalhães Filho. Esta iniciativa é financiada pelo Baobá – Fundo Para Equidade Racial.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s